Origem

“Mogno Africano” é o nome dado a algumas espécies do gênero Khaya, que, por sua vez, é da família Meliaceae.

Oferecemos duas dessas espécies:

Khaya ivorensis: também pode ser cultivada em regiões frias; possui desrama natural, diminuindo a quantidade de podas necessárias;

Khaya senegalensispossui alta resistência contra pragas, perdas no plantio e déficit hídrico (sobrevive até 7 meses em períodos de estiagem).

Essas duas espécies, assim como outras espécies de mogno, são originárias da costa oeste do continente africano: Costa do Marfim, Angola, Nigéria, Gabão, Congo e República dos Camarões são alguns dos principais países onde o Mogno Africano cresce espontaneamente. Esse fato contribui para o sucesso da plantação dessas espécies em solo brasileiro; espaços ociosos em sítios, fazendas e chácaras podem –e devem– ser usados para o cultivo do Mogno Africano.

adminOrigem